Conheça os diferentes tipos de tomada que existem em cada país


Estes são os tipos de intensidade e tomadas de outros países.

Seja para estar bem comunicados, para situar-nos ou para tirar fotografias, dispositivos como o telemóvel, tablet ou portátil são imprescindíveis na nossa viagem.

Quando viajamos ao estrangeiro, um dos detalhes que podemos esquecer ou dar menos importância é comprovar a voltagem, a frequência e o tipo de tomadas de outros países que pretendamos visitar. Ao serem diferentes, devemos levar connosco um transformador e um adaptador de corrente, respetivamente. Esta informação será imprescindível caso não queiramos estragar os nossos aparelhos ao carregá-los. 

Ao planear a nossa viagem é essencial saber que tipo de tomada se usa no país de destino. Adquirir um seguro de viagem é igualmente importante. Este facilitará assistência médica e permitirá economizar despesas em caso de algum incidente durante a viagem: visitas ao médico ou ao hospital, atraso de um voo, perda de bagagem, retorno antecipado, etc. 

A InterMundial tem à sua disposição diferentes tipos de seguros de viagem que se adaptam às diferentes necessidades do viajante, que fariam em função do tipo de viagem, seja por turismo, trabalho, estudos ou prática de desportos de risco.

Viajar até ao espaço Schengen

Cada tipo de tomada corresponde a uma letra (de A a O), embora alguns tipos possam encaixar em mais do que um modelo. Normalmente, a tomada europeia é de tipo C, enquanto que a tomada inglesa corresponde ao tipo G e a tomada americana ao tipo A. No entanto, nos continentes asiático e africano são utilizados distintos tipos de tomadas em cada país.

É muito importante comprovar quais são as tomadas de outros países, regiões ou ilhas que pretendamos visitar, para podermos comprar antecipadamente um adaptador universal. Com este tipo de adaptador não é necessário comprar, por exemplo, um adaptador de europeu para americano e outro adaptador de europeu a inglês. Um adaptador universal pode ser encontrado facilmente na Internet, lojas de eletrodomésticos, lojas de ferragens ou em grandes superfícies. 

Quanto às diferenças de intensidade de corrente, medida em volts (V), e frequência, medida em Hertz (Hz), significa que não deveria utilizar um dispositivo que funciona a 220 V - 60 Hz num país com norma 220 V - 50 Hz, nem num com norma 110 V - 60 Hz. Para saber que voltagem e que frequência têm os seus dispositivos, procure a informação correspondente, que normalmente está detalhada numa etiqueta na parte inferior ou posterior do aparelho, ou no próprio carregador. Alguns equipamentos são mais versáteis neste sentido, pois funcionam em determinados intervalos de voltagem e frequência, como, por exemplo, 110-220 V e 50-60 Hz. Um transformador de corrente evitará estragar os dispositivos que ligar à corrente em países com uma diferente voltagem e/ou frequência. 

Hoje em dia, existem aparelhos que servem ao mesmo tempo como transformadores de corrente, frequência e adaptadores universal. Os mais avançados têm um indicador LED que indicam o nível de voltagem que está a ser utilizado e um protetor de alta energia para evitar que o dispositivo se estrague por uma subida de voltagem.


Conheça os tipos de tomada e voltagem do país ao que vai viajar.

Tomadas de tipo A
Conhecidas como tomadas americanas, pois são utilizadas em países como Estados Unidos da América, Canadá, México, Colômbia, Cuba, Costa Rica, Bahamas, Equador, El Salvador, Haiti, Guatemala, Honduras, Jamaica, Peru, Puerto Rico e Nicarágua. Tomadas do tipo A são também utilizadas na Ásia, mais concretamente nos seguintes países: Bangladesh, Yemen, Myanmar, Laos, Japão, China e Taiwan. Tem duas ranhuras verticais. Na América costumam operar com uma baixa voltagem (entre 100 e 127 V), enquanto que na Ásia, com uma alta voltagem (220 ou 230 V), exceto no Japão, cuja intensidade de corrente equivale a 100V e no Taiwan a 110 V.

Tomadas de tipo B
Estas são usadas nos mesmos países da América que utilizam as tomadas de tipo A, incluindo Filipinas e Japão. Este modelo tem uma entrada superior e redonda além das duas ranhuras verticais. A voltagem é igual à do tipo A.

Tomadas de tipo C
Também conhecidas como tomadas europeias. São as que usamos em Portugal. Contém dois orifícios redondos e são comuns na Europa, em alguns países Sul Americanos (Argentina, Brasil, Chile, Cuba, Peru), África (Ilhas Maurícias, Madagáscar, Marrocos) e Ásia (Afeganistão, Bangladesh, Butão, China, Camboja, Coreia do Sul, Irão, Laos, Líbano, Mongólia, Myanmar, Nepal). A voltagem está entre 220 e 240 V, exceto no Brasil, que também pode ser baixa.

Tomadas de tipo D
São usadas na África e na Ásia. Este modelo contém um grande orifício redondo e dois do mesmo tamanho que o tipo C, pelo que é também compatível com o tipo europeu. Poderá encontrá-lo nas paredes da África do Sul, Nigéria, Namíbia, Botswana, Butão, Chad, Congo, Ghana, Yemen, Bangladesh, Índia, Jordânia, Líbano, Myanmar ou Nepal. Funciona em altas voltagens, entre 220 e 240 V.

Tomadas de tipo E
São como as tomadas de tipo C mas também apresentam um metal saliente de forma redondeada. Existem, sobretudo, na África e em países europeus como França, Bélgica, Polónia, Eslováquia e República Checa. A intensidade da corrente é alta, entre 220 e 240 V.

Tomadas de tipo F
São usadas maioritariamente em países europeus com tomadas de tipo C, exceto na Irlanda e no Reino Unido. A única diferença é que a F é de 16 amperes e o outro de 2,5.

Tomadas de tipo G
Também conhecidas como tomadas inglesas, contêm 3 orifícios retangulares, um vertical e dois paralelos horizontais. Além de serem usados no Reino Unido, também são utilizados na Irlanda, Chipre, Malta, Malásia, Jordânia, Líbano, Omán, Singapura, Camboja, Hong Kong e nos países do Golfo Pérsico. Estes países funcionam com intensidade elétrica alta, ou seja, entre 220 e 240 V.

Tomadas de tipo H
Só são usadas em Israel, na Faixa de Gaza e na Palestina e operam a 230 V. São constituídas por 3 orifícios redondos e são compatíveis com o tipo C.

Tomadas de tipo I
Contêm 2 ou 3 ranhuras retangulares diagonais. São usados na Austrália, Nova Zelândia e nas ilhas da Oceania, China e Argentina. Estes países operam em alta voltagem.

Tomadas de tipo J
São usadas na Jordânia, Liechtenstein, Maldivas, Suíça e Ruanda. São três orifícios redondos e são compatíveis com o C. Estes países operam a 220, 230 ou 240 V.

Tomadas de tipo K
São compostas por três pontas, compatíveis com o C. Este tipo de tomadas é utilizado em países como Bangladesh, Maldivas, Dinamarca e Gronelândia. Estes países funcionam com intensidades altas.

Tomadas de tipo L
Com três orifícios redondos em paralelo, são utilizados na Itália, Chile, Líbia, Eritreia, Cuba, Maldivas e Uruguai. São compatíveis com o modelo C. Estes países operam a 220, 230 ou 240 V.

Tomadas de tipo M
Estas tomadas são utilizadas na África do Sul, Índia, Lesoto, Moçambique, Nepal e Namíbia. São constituídas por três orifícios redondos, colocados em forma triangular. Estes países operam em alta voltagem.

Tomadas de tipo N
Compostas por três entradas redondas, são utilizados na África do Sul e no Brasil, sendo que este último opera a 127 V ou 220 V. Este modelo de tomada é compatível com o tipo C.

Tomadas de tipo O
Exclusivas da Tailândia e são constituídas por três orifícios redondos em forma triangular, muito juntos. Compatível com o tipo C. Operam em 230 V.

Utilizamos cookies para te proporcionar a melhor experiência possível. Mais info.

fechar