O que fazer em caso de bagagem perdida no aeroporto?


O que fazer em caso de bagagem extraviada no aeroporto?

Bagagem perdida no aeroporto é uma possibilidade sempre que viaja. Chegar ao destino e ver que as malas não aparecem no "Baggage Claim" é um verdadeiro inconveniente. Embora o normal seja que as malas não se percam, isto é algo que acontece fora do seu controlo, já que as bagagens passam por vários túneis, mãos e veículos até chegarem ao porão do avião. Se esta desagradável situação acontecer, deverá manter a calma.

Em caso de bagagem perdida, deverá seguir este passo a passo. Estará entre os 50% dos passageiros cuja bagagem é recuperada em menos de 42 horas.


O que é o PIR?

O PIR é o documento oficial utilizado pelas companhias aéreas para que os passageiros possam registar incidências relacionadas com a bagagem.

Ao dirigir-se ao ponto de informação, será guiado até um destes dois locais para que possa solicitar e completar o PIR:
- Balcão de atendimento de companhias aéreas (responsável pelo transporte de malas no aeroporto).
- Balcão de atendimento da companhia aérea com a qual viajou.

Ao chegar a um dos balcões e após preencher o PIR, receberá uma cópia que deverá guardar sempre consigo.

Na imagem é possível observar um PIR da Ibéria (cada companhia aérea tem o seu), onde é documentada uma incidência com a bagagem. Entre outros, dentro do mesmo existem dados do voo do cliente e um número de referência (MAD IB 97085), que será utilizado para poder procurar a sua mala. Por outro lado, existirá um contacto (902 341 342, neste caso de Ibéria) onde o cliente poderá pedir informação sobre a incidência da sua bagagem. Seja por atraso, perda ou ou rotura.

Após completar o PIR, existem duas opções: esperar que recupere a sua mala ou receber uma compensação económica, se aplicável. Algumas empresas oferecem um serviço de seguimento através da Internet para poder conhecer o estado da procura da sua mala. Se não lhe oferecerem esta possibilidade, aconselhamos que ligue periodicamente para saber em que estado se encontra.


Indemnização por bagagem extraviada, perdida ou estragada.

A Convenção de Montreal também estabelece os limites máximos de responsabilidade com o viajante e a compensação que pode ser aplicável em cada caso.

O aeroporto encarrega-se de localizar a bagagem nos primeiros 5 dias de perda. Depois deste período, se esta ainda não foi localizada, o Departamento de Objetos Perdidos da companhia aérea ficará encarregado de realizar uma investigação durante os próximos 21 dias.

- Em menos de 21 dias será considerada bagagem atrasada. O princípio geral é cobrir as necessidades básicas geradas como resultado do atraso na entrega da bagagem. Algumas companhias aéreas pagam um valor diário, até um máximo, e outras realizam pagamentos após verificar as facturas das despesas incorridas pelo passageiro.

- Passados esses 21 dias, a companhia aérea deverá tratar da sua reclamação como uma perda de bagagem. De acordo com a normativa comunitária, a companhia aérea deve dar uma indemnização até um máximo de 1.350 euros. Para isso, é necessário enviar todos os documentos da incidência à companhia com a qual viajou. Em caso de atraso, a indenização varia em função do tempo de entrega e apenas cobrem artigos de primeira necessidade. Relativamente à perda de bagagem, convém elaborar uma lista com tudo o que levava dentro da mala, especificando a marca, modelo e ano de compra de cada produto, sobre os quais a companhia aérea fará uma avaliação.

- No caso da sua bagagem aparecer danificada: muitas companhias aéreas efetuam um pagamento ajustado ao valor da mala ou do objeto que se encontra no seu interior e que ficou danificado. Outras empresas oferecem diretamente uma mala nova, parecida à danificada, ou encaminham o passageiro a uma loja organizada com a empresa para adquiri-la lá.

- Caso faltem determinados artigos na sua mala: devido à dificuldade de poder demonstrar os artigos que se encontravam no interior da sua mala ao colocá-la no porão, é provável que a compensação recebida seja inferior ao seu valor real.


Garantias do seguro de viagem para incidências com bagagens.

Ao contratar um seguro de viagem como o Totaltravel da InterMundial, poderá contar com diversas garantias relativamente às incidências com bagagens.

- Inclui a indemnização por danos e perdas materiais de bagagens ou objetos pessoais até à quantidade indicada no caso de perda total ou parcial por parte da transportadora, danos por incêndio ou agressão, ou até 500 € em caso de roubo.

- Se a entrega da bagagem sofrer um atraso de 12 ou mais horas - 48 horas na devolução -, a companhia aérea pagará os produtos de primeira necessidade que comprar, mediante a apresentação das respetivas facturas (150 € a partir de 12 horas e 100 € a cada 24 horas).

- Em caso de perda de bagagem num voo regular, a empresa de seguros usará todos os meios que tiver à sua disposição para localizá-la e, se for encontrada, irá enviá-la até si qualquer custo.

- O envio dos objetos que foram roubados e posteriormente recuperados, bem como aqueles que se esqueceu está coberto, desde que o custo combinado desses objetos exceda os 125 €.

- Os documentos que tiver que substituir devido a uma perda ou roubo durante a viagem, como: cartões de crédito, passaporte, visto, cheques bancários e passagens de transporte, assim como as despesas de gestão e obtenção, devidamente justificadas, estão cobertos.


Recordamos que…

- Antes de sair do aeroporto, é necessário que faça uma reclamação por escrito, já que este é um requisito indispensável para poder processar o incidente.

- Conserve a documentação original da viagem: bilhete, etiquetas de bagagem e cartão de embarque. Assim como possíveis facturas de despesas de primeira necessidade diretamente relacionadas com a incidência.

- Deverá ter em conta que as companhias aéreas têm responsabilidade limitada; portanto, se desejar obter uma cobertura maior, deverá se informar sobre apólices de seguros de viagem.


Se quiser minimizar o risco de perda de bagagem, estas são as nossas recomendações.

1. Não faça o check-in à última da hora. Tente chegar cedo ao aeroporto.

2. Coloque na sua bagagem de mão o imprescindível e os objetos de valor que levar consigo na viagem, como por exemplo: medicamentos, câmeras, telemóveis, documentos, dinheiro, líquido de lentes de contacto, óculos graduados, telemóveis, carregadores, computadores, entre outros. Pense que, se por acaso a sua bagagem se perder, estes objetos que vão consigo serão os únicos aos quais terá acesso durante umas horas, e na pior das situações, durante vários dias. Neste outro artigo encontrará mais informações sobre como evitar problemas com a bagagem de mão no avião.

3. Adicione alguma coisa diferente na sua bagagem, por exemplo, algumas fitas ou autocolantes coloridos. Recomendamos que não coloque nenhum autocolante tipo "USA" ou "Amesterdão" porque se não estiver a viajar para nenhum destes destino, esses autocolantes podem confundir os trabalhadores que se encarregam de colocar as malas no porão. Não se esqueça de colocar os seus dados pessoais dentro e fora da mala.


4. Escolha uma mala com uma cor chamativa, diferente das demais. Desta forma, reconhecerá facilmente a sua mala nos tapetes rolantes e também será mais fácil descrevê-la ao fazer a reclamação. Para isso é necessário que se lembre da mala que está a usar e descrevê-la em detalhe: forma, cor e tamanho aproximado. Quanto mais concreta for a informação, mais eficiente será o processo de localização.

5. Inclua um cadeado na sua mala, para que seja mais difícil a sua abertura. Assim, se abrirem a sua mala, saberá que o fizeram. Outra opção é selar a sua mala no aeroporto.

6. Ao recolher a sua mala no tapete rolante, verifique que está em boas condições e que não falta nada.

7. Se viajar acompanhado, o melhor é não levar tudo numa só mala, mas sim distribuí-lo em várias. Desta maneira, se uma delas se perder, sempre terá uma parte dos seus pertences.


8. Se lhe disserem que a sua mala chegará no próximo voo, é melhor que espere algumas horas no aeroporto até que esse voo chegue. Informe-se sobre o número do voo, a sua hora da chegada e em que terminal poderá recolher a mala.

9. Nunca perca o autocolante que lhe dão com o código que está na sua mala, este será imprescindível para a reclamação.

10. Não leve muitas malas, lembre-se que sempre pode comprar o que precisar no país de destino.

11. Se viajar sozinho, é recomendável levar uma mala grande em vez de duas pequenas, é mais fácil ficar pendente de apenas uma. No entanto, lembre-se de levar uma bagagem de mão com o essencial.

12. Se regressar com mais malas do que as que levou, nao se esqueça de também as personalizar.

Utilizamos cookies para te proporcionar a melhor experiência possível. Mais info.

fechar