11 coisas que deve saber antes de viajar para o México


Conselhos e requisitos para viajar ao México desde Portugal.

Porque decidiu viajar para o México? Para admirar as ruinas mayas? Para praticar desportos entre os vulcões, canyons e cascatas? Porque quer provar os verdadeiros tacos e margaritas? Se está a organizar as suas férias no México, além de ter claro o que vai ver ou fazer, terá que se informar sobre os documentos necessários para entrar no país e sobre questões de saúde e segurança durante a sua estadia, tais como o seguro médico de viagem.

Neste artigo encontrará algumas dicas de viagem ao México


1. Cidadãos portugueses necessitam de visto para o México?

Se é português e vai viajar ao México por turismo ou por negócios, é apenas necessário ter um passaporte em vigor. No entanto, a sua viagem ao México não pode durar mais de 180 dias. Para realizar atividades remuneradas ou estudos é necessário visto. Se este é o objetivo da sua estadia no país, é recomendável que se informe previamente na Embaixada ou Consulado do México em Portugal.

Além do passaporte português em vigor, deverá ter consigo os comprovativos de hospedagem, reservas de hotel ou os dados da pessoa que o vai acolher caso sejam amigos, familiares ou apartamentos privados, assim como um bilhete de avião de volta que demonstre a data de regresso a Portugal. 

Ao entrar no país também podem solicitar comprovativos que provem a sua estabilidade financeira para que possa alojar-se durante toda a sua viagem no México. Um seguro de viagem justificará a sua solvência contra despesas de saúde e repatriamento, entre outras. 

Os turistas devem preencher um documento chamado Forma Migratória Múltiple no controlo de passaportes. Será entregue um recibo que deverá ser apresentado ao sair do país. Guarde-o consigo.


2. Que vacinas e questões de saúde há que ter em conta numa viagem ao México?

O Ministério da Saúde não inclui nenhuma vacina obrigatória entre os requisitos para viajar ao México desde Portugal. A alguns viajantes é recomendado a vacina da Hepatite A, B e Tifóide. Em todo o caso, visite o centro de vacinação mais próximo para informar-se melhor.

As autoridades sanitárias advertem que aumentaram as infeções dos vírus Dengue, Chikungunya e Zika, sobretudo durante os meses de mais calor e chuvas. Não costumam ser doenças mortais, mas implicam certos riscos a grávidas, crianças e idosos. Por isso, insistem que os viajantes tomem medidas de prevenção e proteção, tais como: vestir camisas de manga comprida, calças compridas, aplicar repelente de insetos, evitar os lugares e os horários onde os mosquitos proliferam e tapar os recipientes que contenham água ou outros líquidos. 

Em geral, as condições sanitárias no México são boas, no entanto é recomendado beber água engarrafada, evitar as comidas de rua e lavar bem as verduras e frutas que se consumam cruas ou sem descascar. A hidratação e a proteção solar é importante nas épocas onde o calor aperta e a humidade é elevada. 

Aquelas pessoas que se sintam afetadas pela contaminação atmosférica ou por altitudes superior a 2.000 metros deverão tomar as devidas precauções em localidades como a Cidade do México.


3. Quando viajar para o México? Qual é a melhor altura?

Apesar do México ser um país extenso e com diferenças de altitude e, por isso, com diversas zonas climáticas, podemos dizer que ao longo do ano existem uma temporada de chuvas, que vai de maio a outubro, e uma estação seca, entre novembro e abril. As temperaturas não costumam ser inferiores aos zero graus centígrados.

A temporada de furacões começa oficialmente a 1 de junho e termina a 30 de novembro, embora os piores riscos aconteçam entre agosto e outubro. Por isso, uma viagem ao México em setembro não é muito aconselhável. Os Estados do Golfo do México e as zonas interiores contíguas, assim como os de Baja California Sur, Sinaloa, Sonora e o resto da costa do Pacífico são as que mais sofrem os efeitos dos furacões e tormentas tropicais.

Entre os conselhos de viagem ao México, Cancún e Riviera Maya são zonas que contam com uma grande afluência de turistas no início da primavera. Nas férias escolares do Natal, Páscoa e durante os meses de verão, os mexicanos costumam viajam pelo país pelo que deverá ter em conta que estas alturas são de temporada alta.

As festividades produzem também uma grande afluência de turistas. O dia dos Mortos em Oaxaca, a 1 de novembro, e o dia da Nossa Senhora de Guadalupe na Cidade do México em dezembro.


4. É obrigatório seguro de viagem para o México?

O México não exige seguro de viagem aos visitantes, mas dado que neste país os turistas portugueses não estão cobertos pela segurança social, é mais do que recomendável que leve consigo um seguro de viagem com amplas coberturas de assistência médica e repatriamento.

O atendimento médico no México é de qualidade visto que existem bons e caros hospitais privados nas capitais, principais cidades e zonas turísticas. Caso viaje sem seguro, os gastos médicos serão da sua conta. Por isso, convém garantir que as despesas incluídas na sua apólice são elevadas. 

O seguro de viagem Totaltravel da InterMundial garante até 500.000 euros de gastos em atendimento médico, tais como visita médica, intervenções cirúrgicas e problemas odontológicos de urgência, exames e medicamentos. Em caso de repatriamento, cobre até 1.000.000 de euros. Além da assistência médica por doença ou acidente, o seguro de viagem deve cobrir outros contratempos, tais como o extravio, roubo ou atraso na entrega de bagagem, incidências com o transporte (overbooking, atrasos ou perda de conexões) ou um possível cancelamento ou interrupção da estadia por doença, problemas familiares, laborais ou administrativos, entre outros.

Se vai praticar um desporto em concreto ou vários com frequência, escolha o seguro desportivo Totalsports, útil mediante acidentes desportivos, operações de busca e resgate ou incidências com o material desportivo. Este seguro também conta com as coberturas de viagem mencionadas no parágrafo anterior.


5. Existem voos diretos desde Portugal para o México?

Existem voos diretos para o México desde Lisboa até ao aeroporto de Cancún. Para chegar até à capital, é possível apanhar um avião desde Cancún ou fazer o percurso em autocarro.

Entre os muitos aeroportos que existem no México, os cinco com maior movimento de passageiros são os da Cidade do México, Cancún, Guadalajara, Monterrey e Tijuana.


6. Como movimentar-se pelo país?

Se se perguntou se existem comboios no México, ficará surpreso ao saber que apenas existem três linhas em todo o país: o comboio turístico Ruta del Tequila, o Chepe e o subterrâneo Buenavista-Cuautitlán.

O autocarro é o meio mais económico para deslocar-se no país. É recomendável ter cuidado com os nossos pertences tanto no interior do autocarro, como no porta-malas.

Ao chegar à capital, o transporte público é a melhor opção para movimentar-se, já que o tráfico é abundante.

O táxi é um meio de transporte muito solicitado. O Distrito Federal conta com uma das frotas de táxi maiores do mundo. O seu preço, apesar da extensão da cidade, é razoável. É importante pedir ao taxista para ativar o taxímetro. Os veículos são rosados e brancos ou vermelhos e dourados. Têm uma luz que indica se o táxi está ocupado ou livre. Para parar o táxi, levante o braço. No entanto, as autoridades recomendam pedir nos lugares específicos para tal, como nas paragens de táxi. Também pode pedir por telefone. Alguns hotéis contam com um serviço próprio de táxis.

Para movimentar-se na Cidade do México (México DF) em transportes públicos, pode adquirir um cartão recarregável que inclui metro, metrobus e comboio. O metrobus é uma alternativa ao metro que permite ver a cidade durante o trajeto. O veículo circula no seu próprio carril, pelo que não se vê afetado pelo trânsito. Tem as mesmas tarifas que o metro.


7. Como conduzir no México?

A carta de condução portuguesa é válida para conduzir no México, no entanto, é recomendado uma carta de condução internacional.

Caso viaje com um veículo alugado, é importante revisar as condições do seguro.

Convém estacionar em em lugares vigiados.

Relativamente à segurança, o melhor é percorrer ruas que cubram os trajetos principais ou autoestradas e evitar as secundárias. Caso seja inevitável, convém informar-se sobre os riscos que apresenta o itinerário, estado das ruas e avisos meteorológicos.

Evite conduzir à noite e levar consigo demasiado dinheiro.


8. É seguro viajar ao México?

A maioria das Embaixadas recomenda que os turistas tomem as seguintes precauções:

- Evitar exibir objetos de valor como jóias, relógios, câmeras, telemóveis, carros de alta gama, etc. ou fazer comentários que demonstrem capacidade económica.
- Levar os documentos, cartões e dinheiro imprescindíveis e em vários bolsos ou carteiras distintas. No hotel, guarde-os no cofre. 
Em caso de perda ou roubo do passaporte português, deverá comunicar ao Consulado Geral competente, assim como denunciar à Polícia mexicana.
- Usar os multibancos (ATM) em zonas vigiadas, como centros comerciais.
- No caso de realizar pagamentos com cartões de crédito, revise os movimentos de conta, pois pode ser alvo de canalização de cartões de crédito.
- Nas viagens de avião procedentes ou com destino a aeroportos mexicanos, leve os objetos de valor na bagagem de mão.

A embaixada portuguesa recomenda evitar certos lugares "salvo necessidade pessoal ou laboral": zonas rurais dos estados de Chihuahua, Coahuila, Durango, Sinaloa, Sonora e Nuevo León; a cidade de Juárez e arredores (Chihuahua); Tamaulipas; os municípios junto a Monterrey (Nuevo León); os estados de Michoacán e Guerrero.

Além disto, é recomendável tomar as devidas precauções na cidade de Monterrey e nos estados de Morelos, San Luis Potosí, Veracruz e Zacatecas. É preciso informar-se sobre as condições de segurança das colónias ou bairros da Cidade do México.


9. Como efetuar pagamentos no México?

A troca de euros para pesos mexicanos (1 EUR = 25,68 MXN) pode ser feita em bancos, lojas de câmbio e hotéis. As lojas de câmbio costumam oferecer melhores tipo de câmbio que os bancos e hotéis. Os cartões de crédito portugueses costumam ser aceites nas lojas, restaurantes e hotéis mexicanos.


10. Qual é o tipo de tomada usada no México?

No México são utilizadas as tomadas do tipo A, também conhecidas como tomadas americanas. Relativamente a Portugal, a frequência e a voltagem são diferentes (60 Hz e 127 V, respetivamente).

A voltagem utilizada em Portugal é de 220V - 240V, pelo que ao utilizar dispositivos eletrónicos no México, necessitará de um conversor ou transformador de tensão. Para assegurar-se de que pode utilizar os seus dispositivos, comprove que na etiqueta dos mesmos aparece a versatilidade em voltagem e frequência: 100-240V, 50/60 Hz.

Neste artigo sobre os tipos de tomada que existem em cada país encontrará mais informação.


11. Pode viajar ao México com o seu animal de estimação?

Se pretende viajar ao México com o seu animal de estimação (cães ou gatos), além de ser necessário verificar os requisitos da companhia aérea, deverá entrar em contacto com o Ministério da Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento Rural, Pesca e Alimentação (SAGARPA), para que emita um certificado zoosanitário.

Além de ser necessário apresentar um certificado de saúde, o seu animal de estimação deverá entrar no México numa caixa/bolsa de transporte de animais limpa, sem cama e sem acessórios. Pode introduzir uma certa quantidade de ração, o correspondente a uma ração diária.

Com estes conselhos já está preparado para viajar para o México desde Portugal!

Utilizamos cookies para te proporcionar a melhor experiência possível. Mais info.

fechar