Decálogo para praticar o turismo responsável


Como ser um turista responsável?

Turismo responsável, turismo sustentável, ecoturismo... Conceitos que certamente lhe são familiares, mas que talvez ainda não os tenha aprofundado. Mas não se preocupe, nalguma das suas viagens deverá ter exercido este tipo de turismo. Não é nada difícil.

O turismo responsável procura minimizar os impactos negativos no ecossistema, economia, sociedade e cultura do local onde ocorre a atividade turística, não apenas do ponto de vista do viajante, mas também tendo em conta as empresas e instituições envolvidas na oferta e promoção dos serviços turísticos. Isto é, tanto um turista como um hotel podem colocar em prática o turismo responsável.


1. Comece por si.

Sim. Ser um turista responsável implica organizar bem uma viagem, planear com uma certa antecedência para evitar "impactos" nas suas expetativas ou na sua carteira. Se reservar com antecedência o transporte e o hotel o poderá obter preços vantajosos para as datas desejadas e com a qualidade esperada.

Outra maneira de ser responsável consigo é a de contratar um seguro de viagem que cubra certos gastos em caso de problemas ou imprevistos que afetem a sua viagem (saúde, cancelamento, perda de bagagem...).


2. Escolha bem o transporte.

Opte por meios de transporte eficientes, que economizem energia e com poucas ou nenhumas emissões contaminantes (elétricos). Tente usar meios de transporte públicos e, sempre e quando for possível, ande de bicicleta ou a pé.


3. Opte por alojamentos sustentáveis.

Um alojamento sustentável é um alojamento que é responsável com o meio ambiente, tem em consideração os materiais com os quais é construído e o tipo e uso de energias.

Alojar-se numa casa rural que funcione com energia solar ou reservar um hotel que reduza o consumo de água são formas de contribuir para o turismo responsável.


4. Utilize dispositivos eletrónicos.

São uma forma de reduzir o consumo de papel e de evitar gerar mais resíduos. Tente ter sempre as reservas, bilhetes, mapas, guias ou facturas em formato digital no seu telemóvel ou tablet.


5. Não desperdice energia.

Quando estamos alojados num hotel ou alugamos um apartamento não nos preocupamos com os gastos da água ou eletricidade com a desculpa de que tudo já está pago. Além das contas da empresa, prejudicamos também o local onde viajamos e o planeta em geral.


6. Respeite a natureza local.

Não degrade o ecossistema do local que visitar, espaços naturais, animais e plantas. Talvez se surpreenda por saber que existem pessoas que levam plantas, conchas e corais para casa, como recordação.

Evite comprar objetos fabricados com materiais conseguidos por métodos como a caça ilegal (marfim, peles...). Se quiser visitar um zoológico, procure centros que tenham resgatado animais devido ao mau trato e que realizam processos de reinserção na natureza.


7. Contribua com a economia local.

Consuma produtos e serviços próprios do local que dinamizam a sua economia, isto é, que envolvam outras pessoas e empresas do território. Por exemplo, comer em restaurantes que ofereçam comidas típicas elaboradas com produtos locais, procurar souvenirs de artesania, desfrutar de festas e tradições ou alojar-se em estabelecimentos geridos pela comunidade local.


8. Seja atencioso com a população local.

Viajar implica relacionar-se com os locais, conhecer, compreender e tentar adaptar-se ao seu caráter, hábitos, normas e costumes. Devemos evitar impor o nosso estilo de vida ao local que viajamos. Como? Informar-se sobre como funcionam as gorjetas, como cumprimentar, horário das refeições, respeitar o tipo de vestimenta...


9. Minimize os resíduos.

A verdade é que quando viajamos, torna-se difícil transportar objetos que podemos prescindir e recorremos ao "usar e deitar fora". Para minimizar os resíduos, é bom que, como no nosso dia a dia, utilizemos sacos ou garrafas reutilizáveis e evitemos pratos e talheres de plástico.

Além disso, informe-se sobre como recicla a cidade ou o seu próprio alojamento para que cada resíduo esteja no contentor correspondente.


10. Seja um viajante responsável.

Ao regressar da sua viagem, reflexione sobre tudo o que aprendeu e que objetivos atingiu como viajante responsável e partilhe as práticas e vantagens do turismo responsável com os seus amigos e familiares.

Utilizamos cookies para te proporcionar a melhor experiência possível. Mais info.

fechar