Conselhos para viajar com crianças e bebés no avião


Viajar com crianças e bebés no avião será mais fácil se seguir estas recomendações.

Viajar com crianças e bebés no avião supõe planear as viagens de uma maneira diferente, já que devemos ter em conta alguns preparativos e entretê-los durante a viagem para que esta não se torne numa larga e aborrecida situação, tanto para eles como para os restantes passageiros. Se não quer abdicar de uma viagem em família, siga estes conselhos. Bem-vindo a bordo!


A planificação: como se preparar para uma viagem com crianças e bebés no avião?

Antes de adquirir os bilhetes, recomendamos a leitura das políticas e condições das companhias aéreas para viajar com crianças e escolher a mais conveniente em função das tarifas, lugares ou preferências que tenham as famílias frente aos restantes passageiros.

Quando adquirir os bilhetes, assegure-se de que seleciona corretamente o tipo de passageiro, tendo em conta a idade que este terá no momento do voo. Haverão viajantes que tenham mudado de uma categoria a outra durante o tempo entre a reserva e a viagem. Estes passageiros deverão realizar duas reservas separadas apenas de ida para cada grupo de idade. Por exemplo, se um bebé viaja de Lisboa a Paris e durante a viagem cumpre 3 anos, deverá ter um bilhete como bebé Lisboa-Paris e outro como criança entre 2-11 anos.

Por outro lado, não se esqueça de ter toda a documentação de viagem das crianças em dia. Para viagens fora de Portugal serão necessários estes documentos, em função do destino:
- União Europeia: cartão de cidadão.
- Fora da UE: cartão de cidadão, passaporte e/ou visto.
- Caso as crianças viagem de avião sozinhas ou sem os seus pais, estas devem levar um documento assinado no notário com os dados pessoais do menor e uma fotografia. Neste documento deverá incluir a autorização do pai, mãe ou tutor para viajar.

Neste artigo encontrará mais informação sobre os documentos necessários para viajar com crianças.


Como transportar um bebé num avião? A idade da criança também influenciará a forma ou o assento em que viajará. Apesar de que os menores de dois anos possam viajar ao colo de um adulto, é necessário reservar-lhes um bilhete de avião indicando a sua data de nascimento e o seu nome. Ao entrar no avião, terão que viajar no colo do adulto e os assistentes de bordo proporcionarão um cinto especial para poder segurar a criança.

O que pode levar para um bebé no avião? Recomendamos que prepare a sua bagagem de mão com tudo o que a criança possa precisar durante a viagem, como comida, bebida para mantê-lo hidratado, uma muda de roupa, uma manta, toalhitas higiénicas, fraldas, biberão, chucha, almofada e vários jogos para que se entretenha. Se viajar com bebés no avião, além dos recipientes na bolsa transparente, poderá levar alimentos líquidos como leite, água ou sumo num biberão e comida (puré, papas, etc.). Também são admitidos produtos dietéticos ou medicamentos. Tenha em conta que poderão pedir-lhe as respetivas receitas médicas ou relatórios médicos.

Os aviões costumam ter um local próprio para poder trocar a fralda do bebé, contudo se quiser aquecer a comida para o bebé no avião, muitas companhias aéreas não têm o sistema adequado, pelo que convém levar um tupperware térmica.

Convém que dê à criança alguma coisa para comer logo que o avião levante voo e quando este aterrar. Desta forma, evitará que os seus ouvidos se tapem devido à alteração da pressão e que se sinta incómodo durante a viagem.


No aeroporto: como movimentar-se com as crianças.

Se vai colocar a mala no porão, dirija-se ao balcão da sua companhia aérea. Não é necessário colocar no porão os carrinhos de bebé dobráveis, no entanto, deverá dirigir-se ao balcão para identificá-los. Estes itens podem ser transportados até às escadas do avião, onde a tripulação o recolherá para colocá-los no porão do avião. É recomendável dobrá-los corretamente e protegê-los de com capa adequada. À saída do avião, não nos entregaram no mesmo lugar, mas sim serão transportados até aos tapetes rolantes de receção de bagagem com o restante das malas.

Poderá levar as comidas do bebé na bagagem de mão mas será necessário mostrá-las no controlo de segurança. Até à saída do avião, procure as zonas infantis. Nos grandes aeroportos existem microondas, banheiras e berços. Também poderá encontrar carrinhos de bebé, caso tenha colocado o seu no porão.

Ao chegar à porta de embarque, as famílias têm preferência ao embarcar. Se a sua criança for "crescida", reserve um lugar junto à janela, ele adorará contemplar as vistas desde cima.


O trajeto: como facilitar a viagem de avião às crianças.

Agora daremos alguns conselhos sobre como entreter as crianças durante uma viagem de avião para que a viagem seja calma quer para eles como para os restantes passageiros. E, assim, evitar que chorem por aborrecimento ou cansaço.

Em primeiro lugar e como mencionamos anteriormente, é recomendável dar à criança alguma coisa para beber ou comer durante a descolagem e a aterragem, evitando assim que lhe doam os ouvidos devido à mudança da pressão atmosférica. 

Uma vez no ar, acompanhe a criança a dar uma volta de reconhecimento pelo avião; pode aproveitar para explicar-lhe como funciona e o papel que desempenha cada membro do pessoal a bordo. Uma vez de volta ao assento, incentive-o a olhar pela janela, assim poderá distrair-se um bocado. Mas, tenha cuidado, a criança poderá ficar mal disposta devido às oscilações do avião ao voar.

Quando já lhe pareçam suficientes as vistas, a criança pedir-lhe-á outro entretenimento. Por isso, recomendamos que vá bem equipado com livros e manualidades. Uma opção é levar desenhos para pintar e pedir-lhe que pinte alguma coisa. É também muito interessante levar algum tipo de manualidade transportável como, por exemplo, miçangas para fazer colares, um crachá para a sua mochila ou um presente para a assistente de bordo.

Outra opção poderá ser dar à criança um telemóvel ou outro dispositivo eletrónico para que esta relaxe com um jogo, filme ou música e durma um pouco antes do avião aterrar.


Seguro de viagem para viajar em família.

Outro dos aspetos que nos podem ajudar a viajar barato em família são os seguros de viagem. Nada é mais importante do que viajar e estar bem coberto em caso de doença, acidentes, um possível cancelamento ou regresso antecipado, atrasos ou cancelamento de voo, roubos e extravio de bagagens.

No mercado existem numerosas agências de seguros e se não soubermos escolher bem, poderá sair-nos o tiro pela culatra, já que nem todas reúnem as mesmas condições nas suas apólices. O seguro de viagem Totaltravel da InterMundial é perfeito para cobrir este tipo de viagens.

Utilizamos cookies para te proporcionar a melhor experiência possível. Mais info.

fechar