5 excursões na República Dominicana que não o decepcionarão


Excursões na República Dominicana: quais são as melhores?

A República Dominicana é o segundo país maior das Caraíbas e um dos mais diversos. As suas praias paradisíacas, lugares históricos e parques naturais nunca dececionam os viajantes. Este destino tem grandes atrações para os aventureiros e muitas das excursões na República Dominicana permitem a prática de desportos de aventura, tais como o trekking, snorkel, kayak ou mergulho.

A República Dominicana é o lar de algumas das principais maravilhas de todo o continente americano, diversidade em fauna e flora, e são nestes cenários que poderá libertar a adrenalina enquanto desfruta de incríveis paisagens terrestres e marinhas.

Prepare a sua câmera fotográfica, ponha-se em forma e reúna os requisitos necessários para a sua viagem, como documentos e seguro de viagem desportivo, dos quais iremos falar mais à frente. Passar férias na República Dominicana é desfrutar de excursões e atividades desportivas nas suas praias turquesas, recifes de coral, bosques tropicais e altas montanhas, entre elas, o pico mais alto das Caraíbas.


1. Snorkel na República Dominicana: faça-o na ilha Saona.

A ilha Saona é a maior ilha da República Dominicana. Encontra-se a sul do país e faz parte do Parque Nacional Cotubanamá, também conhecido por Parque Nacional del Este. Já deve ter ouvido falar desta excursão que os turistas que viajam a Punta Cana costumam realizar, mas vamos dar algumas recomendações para que possa desfrutar ao máximo esta experiência. A ilha Saona é conhecida pelos seus belos recifes de coral e pela sua grande diversidade de fauna, como tartarugas, caranguejos e estrelas do mar. Por isso, na sua viagem à República Dominicana não pode faltar o equipamento de snorkel: óculos, tubo e barbatanas de mergulho.

Como dissemos anteriormente, os viajantes costumam realizar uma excursão até Saona de ida e volta desde Punta Cana. Vale a pena realizá-la desde Bayahive caso visite esta pequena cidade de pescadores. Desde esta cidade, a ilha fica mais próxima e o tour é mais económico.

Se pretender realizar uma viagem tranquila até à ilha Saona, é melhor contratar uma excursão num barco coberto, que admitem um menor número de viajantes. Pergunte sempre a rota para saber com que paragens faz e quanto tempo demora até chegar ao destino.

Um dos pontos mais conhecidos para fazer snorkel na ilha Saona é a praia de Pepe. Com areia branca e águas cristalinas, não deixe de contemplar o seu recife. Outras paragens interessantes nesta excursão são o Santuário de Tartarugas de Mano Juan, um passeio pelos manguezais -um ecossistema de árvores resistentes à água salgada- e a Piscina Natural, onde habita a famosa estrela do mar das Caraíbas. Se for um viajante responsável, limite-se a contemplá-las com o seu equipamento de snorkel, sem tocar nem apanhá-las, visto que poderá ser-lhes nocivo.

As excursões à ilha Saona costumam incluir almoço, mas, se for por conta própria, nas pequenas cidades de pescadoras encontrará bons peixes.


2. Passeios a cavalo e caminhadas até Salto del Limón… com final feliz!

Considerado uma das melhores cascatas das Caraíbas, o caminho até à Cascata Limón é uma das melhores excursões que poderá fazer na República Dominicana, ao visitar a península de Samaná. Chegar até a estas cascatas com mais de 40 metros de altura, é toda uma recompensa depois de percorrer todo o caminho a pé ou a cavalo.

O percurso feito até às cascatas permite desfrutar do bosque tropical repleto de coqueiros, subidas e descidas íngremes e tarda pouco mais de meia hora para chegar a pé e cerca de 15 minutos a cavalo, sendo esta última uma alternativa para todos os públicos.

Após chegar à parte superior do impressionante Salto Limón, aproveite para mergulhar nas suas águas puras e cristalinas. Os mais valentes poderão saltar a cascata. Vale a pena percorrer todo o caminho para poder experienciar esta aventura.

Ao ser uma excursão com muita procura, é importante iniciá-la logo pela manhã e, assim, evitar realizar o percurso com muitos viajantes.


3. Trekking até ao Pico Duarte, o maior miradouro da República Dominicana.

Se é amante do trekking, entre as excursões que pode realizar na República Dominicana tem a oportunidade de subir ao pico mais alto das Antilhas, o Pico Duarte. Com os seus mais de 3.000 metros de altitude, permite desfrutar das melhores vistas panorâmicas do país.

Vale a pena todo o esforço. A abundante vegetação verde, os enormes bosques de pinheiros e as samambaias são os principais protagonistas desta caminhada até ao Pico Duarte. Graças a isto, o trekking pode ser realizado num ambiente muito mais fresco quando comparado com outras zonas das Caraíbas. Durante a madrugada, as temperaturas são negativas nas zonas mais elevadas. Outro atrativo turístico deste percurso é o nascimento dos dois principais rios da República Dominicana: Yaque del Sur y Yaque del Norte. 

Outro ponto positivo sobre a subida até ao Pico Duarte é a companhia dos montanhistas locais, ao ser uma das principais excursões da República Dominicana. O contacto com estes locais fará com que a sua experiência se torne mais agradável e permitirá aprender aspetos sobre a cultura do país ou para receber recomendações sobre o que ver e fazer. 

A travessia principal até ao Pico Duarte começa perto da barragem de Sabaneta. A maneira mais fácil de chegar até a este local é através de um autocarro noturno desde Santo Domingo ou Santiago até Ciénaga. Ao chegar ao local, começa o percurso até ao cimo do Pico Duarte, que se realiza aproximadamente em três dias, pernoitando nos refúgios habilitados e descansando em estações que dispõem de pontos de carregamento para os dispositivos eletrónicos e kits de primeiros socorros. Se contratar uma excursão, poderá beneficiar do transporte dos seus pertences. Além disto, poderá adquirir materiais de acampamento, como sacos de cama e tendas.


4. Kayak no Parque Nacional Los Haitises, uma excursão na República Dominicana 100% sustentável.

O Parque Nacional Los Haitises é um bosque denso, húmido e costeiro no sul da Baía de Samaná composto por 56 ilhéus e por uma enorme extensão de manguezais. Os verdadeiros protagonistas de Los Haitises são os mogotes ou "lomitas", montes cársicos de até 40 metros de altitude que emergem do mar, de lagoas e da terra, todos cobertos por vegetação.

Poderá realizar a excursão até Los Haitises a pé, mas não há nada como percorrer o parque em kayak e explorar zonas inacessíveis e a variedade de espécies como golfinhos, baleias, peixes-boi, pássaros e répteis. Tão importante como o património natural do parque é o legado artístico deixado pelos taínos, os nativos da região. Para poder contemplá-lo, visite as grutas da baía de San Lorenzo e os seus arredores para conhecer as pinturas rupestres, petroglifos e os baixos-relevos.

Sem qualquer dúvida, Los Haitises são uma das melhores excursões em kayak que poderá realizar na República Dominicana de forma 100% sustentável e em completa harmonia com a natureza.


5. Mergulho no Parque Nacional Submarino La Caleta, um dos melhores mergulhos das Caraíbas.

Na República Dominicana existem muitos lugares onde pode fazer mergulho. O fundo do mar na República Dominicana é considerado o mais bonito e com maior diversidade do mundo, pois é lar de verdadeiros espetáculos de formas e cores, graças aos recifes de coral e às suas espécies.

O Parque Nacional Submarino de La Caleta, situado a este de Santo Domingo, é o primeiro parque submarino do país declarado Parque Nacional e os especialistas consideram que é uma das melhores zonas das Caraíbas para fazer mergulho. Pode ser explorado por mergulhadores de todos os níveis e conta com profundidades de até 180 metros.

La Caleta é conhecida pelos seus naufrágios, cavernas e recifes de coral, que são o refúgio à vida marinha: garoupas, peixes-balão, raias, peixes-leão, polvos e tartarugas. Uma das maiores atrações desta excursão é o Hickory, um barco afundado de maneira artificial em 1984 com o objetivo de estimular o desenvolvimento de determinadas espécies. O parque submarino também é um lugar ideal para o mergulho técnico graças ao seu impressionante sistema de rochas cársticas, que cria uma parede de cavernas e túneis subaquáticos com mais de 100 metros de comprimento.

A melhor época para realizar uma excursão de mergulho na República Dominicana é entre junho e setembro, quando as águas claras e tranquilas permitem uma maior visibilidade. Como qualquer outro desporto, o mergulho requer um conhecimento e um treino prévio, sobretudo se for iniciante.


Voos, visto, vacinas e seguro médico de viagem na República Dominicana

Se já tem claro o itinerário das suas férias na República Dominicana, talvez tenha dúvidas sobre como planear a viagem, sobretudo quanto a requisitos, documentos e pressuposto. Iremos resolver estas questoes uma a uma.


Quanto custam os voos até à República Dominicana desde Portugal?

Não existem voos diretos desde Portugal até à República Dominicana. No entanto, é possível fazer escala em várias cidades europeias como é o caso de Madrid. Dependendo da temporada, os preços podem variar entre os 500€ e os 1000€. Quanto ao aeroporto de destino, poderá escolher entre Santo Domingo ou Punta Cana.


É necessário visto para viajar à República Dominicana?

A permanência máxima dos turistas na República Dominicana é de 30 dias. Os cidadãos portugueses deverão cumprir os seguintes requisitos para viajar à República Dominicana, entre eles uma espécie de visto ou cartão turístico.

- Tarjeta de Turismo, que custa 10 $ e permite apenas uma entrada e saída no território nacional.
- Passaporte em vigor, com uma validade mínima de 6 meses à data de saída do país.
- Voos de ida e de volta.
- Morada do seu alojamento na República Dominicana.
- Demonstrar solvência económica suficiente para cobrir os seus gastos durante toda a estadia no país.


É obrigatória alguma vacina para viajar à República Dominicana?

O Ministério de Negócios Estrangeiros indica que não há nenhuma vacina obrigatória para viajar à República Dominicana. No entanto, menciona que são recomendadas várias vacinas como a difteria, a poliomielite, o tétano, febre tifóide, raiva e hepatites A e B. Por isso, a melhor opção é consultar um médico e um centro de vacinação internacional para saber se necessita realmente de alguma vacina ou tratamento preventivo em função do seu estado de saúde.


É preciso um seguro de viagem para viajar à República Dominicana?

Sim. É aconselhável contratar um seguro médico de viagem para viajar à República Dominicana que inclua atendimento médico e repatriamento a Portugal, visto que a assistência médica no país é precária e os hospitais privados têm preços muito elevados.

Além de incluir gastos médicos, o seguro de viagem para a República Dominicana deverá incluir coberturas que protejam, em caso de cancelamento, as reservas dos voos (raramente reembolsáveis), hotéis, transporte interno e excursões, além da bagagem -perda, dano ou roubo- e efeitos pessoais.

Na InterMundial temos seguros de viagem para a República Dominicana que se adaptam aos diferentes planos dos viajantes. Por isso, além de estadias meramente turísticas de sol e praia, também cobrimos viagens onde se realizem excursões e atividades desportivas como as que comentamos neste artigo: kayak, mergulho, snorkel, trekking, passeios a cavalo, etc. Se o seu plano de viagem for este, opte por contratar um seguro desportivo como o Totalsports que, além de cobrir acidentes desportivos, é também útil como seguro de viagem.

O preço do seguro de viagem não representa um gasto elevado se tivermos em conta o pressuposto total da viagem, como por exemplo o preço das excursões na República Dominicana, e permite evitar gastos extra quando comparado com os problemas que poderia encontrar na sua viagem.


Outras recomendações sanitárias por parte das autoridades portuguesas são as seguintes:

- Caso os viajantes necessitem de medicação regular, é aconselhável trazê-la desde Portugal. Para obter mais informações sobre a entrada de medicamentos na República Dominicana clique neste link.

- Quando comer e beber, adote medidas de higiene especialmente ao manusear alimentos. Consuma apenas água engarrafada, tenha cuidado com o gelo e lave bem os recipientes antes de abri-los.

- Tome precauçoes para evitar ser picado por mosquitos. Use repelentes, mosquiteiras e roupas largas e de tecido fresco.

Utilizamos cookies para te proporcionar a melhor experiência possível. Mais info.

fechar