O que diferencia os europeus dos americanos?


Resumo das principais diferenças entre os europeus e americanos.

O mundo ocidental (Europa, América, Austrália e Nova Zelândia) pode ser considerado uma única civilização, visto que conta com uma ética e cultura comuns, ao serem os seus habitantes descendentes de europeus nativos.

A Europa tem a maior diversidade cultural e linguística do mundo ocidental. No entanto, a evolução histórica, geográfica e sociopolítica do continente, além das divergências culturais das antigas colónias, deram lugar a variações dependendo do continente. Hoje em dia, a cultura europeia contrasta com a dos Estados Unidos da América e com a do resto do mundo ocidental.


Aqui deixamos um resumo das principais diferenças entre os europeus e americanos, já que cada país tem as suas particularidades. Por exemplo, os irlandeses e os polacos tendem a ser mais parecidos ao protótipo americano que ao europeu, enquanto que os canadianos se encontram entre ambas culturas, mas com uma maior parecência aos seus vizinhos mais próximos.

Antes de ver estas distinções, prefere viajar pela Europa ou pela América do Norte? O que está claro é que em qualquer um destes destinos é recomendável levar um seguro de viagem como o Totaltravel da InterMundial, útil para qualquer país, para fazer frente a importantes contratempos como a necessidade de assistência médica ou cirúrgica, perda de bagagem ou serviços contratados, atrasos de voo, entre outros.


A sensação de tempo e de distâncias.
A percepção está determinada pelo meio ambiente. Uma igreja construída há 100 anos é considerada nova para os europeus, mas antiga para os americanos. Assim, para estes últimos, uma construção de 200 anos já é muito, muito antiga, enquanto que para um europeu é concebível que tenha até 5.000 anos.

O contrário acontece com as distâncias. Os europeus tendem a pensar que conduzir 100 km é uma distância longa, enquanto que para os norte-americanos esta é considerada uma distância curta. Isto tem a ver com o facto de que a Europa tem muita mais densidade populacional e menor tamanho. No entanto, os europeus viajam muito mais do que os norte-americanos ao estrangeiro, provavelmente porque o fazem desde pequenos, pelo que não é tão estranho como para os americanos viajar para fora do país.

Carros.
A maioria dos europeus têm carros manuais, enquanto que os norte-americanos preferem os automáticos.

Os carros europeus também têm um estilo muito diferente, já que os americanos tendem a ser maiores e quadrados, pois o tamanho importa no país, assim que se pode ver desde limusinas até pick-ups como camiões. Mas estes dois são difíceis de encontrar na Europa, já que os nossos desenhos são mais redondos e os carros pequenos são muito utilizados por serem mais cómodos tanto para conduzir como para estacionar. Os parkings gigantes que existem nos Estados Unidos da América são raros no continente europeu.


Máquinas de lavar roupa.
As máquinas de lavar roupa europeias têm normalmente uma única entrada de água e a máquina é responsável pelo aquecimento, enquanto que na América estas têm duas entradas de água: quente e fria. Além disto, na Europa as máquinas de lavar roupa abrem-se por um lado, enquanto que nos EUA, a roupa é introduzida pela parte de cima.

Unidades de medida.
Os europeus utilizam o sistema métrico de gramas, litros, Celsius... algo que, embora seja estudado nos colégios americanos, a maioria utiliza o sistema inglês de jardas, milhas, pesos, Fahrenheit, etc.

Sistema de datas.
Para escrever o dia, os europeus usam dia-mês-ano, enquanto que nos EUA, o mês é colocado antes. Além disto, para os americanos a semana começa ao domingo e termina no sábado. Nos países europeus o sistema utilizado para as horas do dia é de 24 horas.


Costumes sociais.
Tradições como as despedidas de solteiro com strip-tease são originárias dos EUA, que se expandiram depois na Europa pouco a pouco, embora muitas vezes seja algo apenas visto em filmes americanos. O mesmo acontece com a Ação de Graças e Halloween (embora esta última seja uma tradição celta e foram os imigrantes irlandeses que a levaram aos EUA).

Muitas tradições vêm de estratégias de marketing como a Black Friday e a Cyber Monday, embora a importância que estes têm na Europa é muito menor que nos EUA.

Educação.
Os colégios e universidades são gratuitos na maioria dos países europeus, enquanto que as famílias norte-americanas têm que poupar durante anos para que os seus filhos possam aceder a uma. Por outro lado, os norte-americanos têm uma festa de graduação quando terminam o último ano do secundário, algo que na europa se faz, mas nao como tradição.

Idiomas.
Estudar um idioma estrangeiro na primária é obrigatório na Europa. A maioria dos europeus estudam entre dois a quatro idiomas. No entanto, os norte-americanos apenas estudam inglês, e de forma opcional o espanhol. Estudar um idioma estrangeiro na primária é obrigatório na Europa. A maioria dos europeus estudam entre dois a quatro idiomas. No entanto, os norte-americanos apenas estudam inglês, e de forma opcional o espanhol.


Religião.
Os norte-americanos são mais religiosos e ir à igreja é indispensável na sua sociedade. Na Europa ser praticante é algo quase esquecido, sobretudo para os mais jovens, exceto em eventos especiais como o Natal ou casamentos. Além disto, na Europa não se costuma misturar a religião com a política, embora hajam exceções. Uma diferença muito extrema é que na América podem considerar ofensivo afirmar que não se acredita em Deus em público.

Circuncisão.
É uma prática pouco falada na Europa, tal como no mundo não muçulmano ou judeu. No entanto, esta prática tornou-se popular nos EUA depois da 2ª Guerra Mundial, e 90% dos bebés durante a Guerra Fria eram automaticamente circuncidados, sem ser necessário o consentimento dos pais. É algo cada vez menos comum, embora um estudo de 2002 assegure que 79% dos homens norte-americanos estavam circuncidados.


Comida.
Na europa existe uma grande quantidade de práticos únicos de cada região ou cidade. As especialidades costumam ser muito locais, assim que um prato pode variar de uma cidade para outra.

Além disto, existe uma dieta mais variada e equilibrada, especialmente no sul. Os norte-americanos consomem comida mais doce e mais sumos que os europeus, e as suas leis sobre o consumo de álcool são mais rígidas.

Desportos.
É interessante observar como a popularidade dos desportos pode ser tão diferente entre Europa e EUA, já que o desporto mais popular na Europa é o futebol, seguido do ténis, ciclismo e Fórmula 1. Nos EUA, o futebol e a Fórmula 1 não têm muitos adeptos, enquanto que o basebol, basketbol e o hockey em gelo atraem quantidades incríveis, tanto de pessoas, como de dinheiro.

Nomes de ruas.
Atribuir números às ruas em vez de nomes é algo muito comum nos EUA, mas não na Europa.


7. Posso entrar no avião com outra bolsa além da bagagem de mão?

Nomes de pessoas.
Os norte-americanos são as únicas pessoas do mundo que têm o hábito de utilizar os apelidos como nomes, algo que é cada vez mais popular, pelo que existem nomes como Jackson, Cooper, Harrison, Mason, Sheldon, Tyler, Dylan, Cameron, Maddison... Esta prática começou originariamente para os segundos nomes, mas desde a segunda metade do século XX começou a usar-se para o primeiro.

Encontros e casamentos.
Enquanto que o casamento é uma tradição completamente opcional na Europa, nos EUA é algo muito importante, talvez pelo peso da religião. Estatisticamente, os americanos casam-se mais que os europeus, mas também divorciam-se mais.

Existem regras bem definidas sobre a forma de ter encontros nos EUA. Por exemplo, não costumam dormir juntos até ao terceiro encontro, ou se durante o jantar a mulher quiser pagar a contra a dividir pelos dois, o homem assume que nunca mais a verá.

O pedido de casamento ou a compra de um anel caro são muito importantes nos EUA, enquanto que na Europa é tudo feito de uma maneira mais informal e espontânea.

Políticas militares.
Na maioria dos países europeus é proibido que um militar chegue a ser político, algo que sucede totalmente ao contrário nos Estados Unidos da América, onde para ser presidente ou congressista é necessário que tenha feito parte do exército.

Utilizamos cookies para te proporcionar a melhor experiência possível. Mais info.

fechar