Vacinas para viajar à Tailândia


São obrigatórias vacinas para a Tailândia? Informe-se sobre as vacinas necessárias para viajar até este país.

Se chegou até este artigo é porque é um viajante prevenido e responsável. Antes de visitar um país, é recomendável consultar os requisitos necessários para entrar no mesmo. No caso da Tailândia, informações sobre a melhor época para viajar, documentos ou seguro de viagem permitirão que desfrute de umas férias mais seguras. Sabe que sao necessáriasvacinas para a Tailândia?. O tipo de vacina para a Tailândia que necessita dependerá do tipo de viagem que realize e do seu estado físico. Por isso não se assuste ao ler este guia de vacinas para a Tailândia. Serão os médicos a decidirem que vacinas necessita!

Provavelmente, só terá acesso a cuidados médicos de qualidade em hospitais privados na Tailândia, cujo atendimento costuma ser muito caro. Em localidades com difícil acesso a clínicas, terá que procurar um serviço de transporte sanitário até ao centro de saúde mais adequado à sua situação, para não falar dos viajantes que, pelo seu estado de gravidade, têm de ser repatriados ou conduzidos até outro país ou até ao seu país de origem. Para cobrir estas necessidades e muitas outras, como um possível cancelamento de viagem, perda de bagagem ou a prática de desportos, contrate um seguro médico de viagem com a maior cobertura possível.


Febre amarela.

A única vacina obrigatória para realizar uma viagem à Tailândia é a da febre amarela. Esta vacina é exigida a todos os viajantes procedentes de um país endémico, ou seja, onde existe a doença, mas este não é o caso de Portugal. Os países onde existe a febre amarela estão em áreas subtropicais e tropicais da América e África.

A febre amarela é uma doença infecciosa de origem vírica que se transmite pela picada de um mosquito. Esta vacina da febre amarela é de apenas uma dose e serve para toda a vida. Deverá ser administrada pelo menos 10 dias antes de chegar ao destino.


Que vacinas são recomendadas numa viagem à Tailândia?

As vacinas recomendadas para ir à Tailândia variam em função das características clínicas do viajante e do tipo de viagem. Costumam ser as vacinas de rotina, aquelas incluídas nos calendários de vacinação das crianças e adultos. Por isso, antes de viajar à Tailândia, consulte com antecedência o seu boletim de vacinas e confirme que tem todas as vacinas em dia.

Saber com antecedência que vacinas são necessárias para visitar Tailândia é indispensável, já que algumas requerem doses de reforço e tempos de espera entre a administração de uma e outra.


Tétano-difteria ou Tétano-difteria-tosse ferina.

Esta é uma vacina que deverá ter atualizada e não só para visitar a Tailândia, pois há risco em todos os países. A vacina antitetânica é injetada por via intramuscular e pode ser administrada ao mesmo tempo que recebe leva vacinas.


Tríplice viral.

Recomendada para os viajantes suscetíveis ao sarampo, papeira ou rubéola, independentemente do país ao qual viaje. São necessárias 2 doses e é imprescindível manter o intervalo mínimo de, pelo menos, 4 semanas entre elas.

Se também necessitar administrar a vacina da febre amarela, deverá deixar outro intervalo de 4 semanas entre esta e a tríplice viral.


Hepatite A.

A OMS recomenda esta vacina para viajar à Tailândia ou a qualquer outro país com uma endemicidade alta ou moderada. O vírus da hepatite A é transmitido de pessoa a pessoa, ou através da água e alimentos contaminados por saliva ou fezes de pessoas portadoras.

Beba sempre água engarrafada e evite alimentos crus. É recomendado administrar esta vacina entre duas a quatro semanas antes de viajar e não interfere com a injeção de outras. 


Febre tifóide.

A vacina contra a febre tifóide é recomendado a todos os viajantes que pretendam permanecer na Tailândia durante um período prolongado, em zonas rurais e que tenham contacto com a população local.

Esta vacina é administrada em três doses, uma a cada dois dias, e outra uma semana antes de viajar. Também existe a opção de administrá-la em apenas uma dose, como mínimo, duas semanas antes de viajar.


Hepatite B.

A vacina da hepatite B é aconselhada aos viajantes que possam estar expostos a fluidos corporais ou sangue. Isto inclui, entre outros, viajantes que realizem tarefas de cooperação (sanitários, educadores, etc.) ou que tenham contacto sexual com a população local.

Em Portugal esta vacina faz parte do calendário de vacinação infantil, mas será o médico a decidir se necessita ou não de uma segunda dose.


Cólera.

O risco de cólera para os viajantes habituais é muito baixo. Esta é uma doença bacteriana intestinal aguda que se transmite através da água e alimentos contaminados. Esta vacina é recomendada em estadias largas e em zonas com pouca higiene.


Raiva.

A vacina contra a raiva é recomendada para quem viajar à Tailândia e pretenda visitar áreas rurais ou praticar desportos de montanha ou de aventura que impliquem o contacto com animais portadores da doença, como cães, morcegos e outros mamíferos.

Esta vacina é também recomendada a quem tenha um acesso limitado a centros de saúde, caso sejam atacados por animais potencialmente infectados. É administrada através de uma injeção e pode ser administrada simultaneamente com qualquer outra vacina.


Malária.

Embora a Tailândia esteja livre da malária na maior parte do seu território, foram detetados brotes nos países fronteiriços, como Laos, Camboja e Vietnam. Em função do seu itinerário e objetivo da viagem, o médico recomendará ou não esta vacina.


Gripe e doenças pneumocócicas.

A vacina da gripe é recomendada para os viajantes com idade superior a 60 ou 65 anos ou com condições sanitárias peculiares.


Como administrar as vacinas necessárias?

Deverá marcar a consulta do viajante no centro de saúde da sua área de residência. Para poder marcar esta consulta, deverá fornecer ao centro de saúde uma série de dados pessoais e relacionados com a sua viagem (como destinos, tipo de viagem, duração e início da mesma).

Quanto ao Certificado de Vacinação Internacional, este não costuma ser entregue para viajar à Tailândia, pois é um documento de viagem que acredita a administração de vacinas obrigatórias em certos países, como a da febre amarela ou a meningite meningocócica para a Arábia Saudita, durante o período de peregrinação à Meca. A informação recolhida no certificado está disponível em vários idiomas, normalmente em português, francês e inglês, para que seja compreensível por médicos ou agentes de imigração de qualquer país. Este documento é importante caso sofra algum acidente durante a viagem, de modo a que os profissionais sanitários saibam se vacinas como a da raiva ou tétano foram administradas. Não obstante, repetimos, este Certificado de Vacinação Internacional é emitido apenas para viajar a países onde existem vacinas obrigatórias, pelo que recomendamos levar anotadas as vacinas administradas ou uma fotocópia do boletim de vacinas habitual.

Vistas as vacinas recomendadas para a Tailândia, recordamos que deverá consultar outras questões de saúde a ter em conta no país, como contratar um seguro de viagem, ter cuidado com os alimentos crus, beber sempre água engarrafada e proteger-se dos mosquitos. Neste outro artigo encontrará muitos mais conselhos para viajar à Tailândia de maneira segura.

Utilizamos cookies para te proporcionar a melhor experiência possível. Mais info.

fechar