Como tirar o visto para a Rússia para portugueses em 9 passos


Tudo o que precisa de saber para viajar para a Rússia.

É preciso visto para a Rússia para portugueses? Esta é uma das primeiras perguntas que fará quando estiver à procura de informação sobre a sua viagem à Rússia. Os cidadãos portugueses precisam de visto para entrar na Rússia. Para entrar, sair ou transitar por este território é obrigatório ter um visto válido e outros requisitos, como um seguro de viagem.

Dependendo do país, obter um visto pode ser mais ou menos fácil e caro. Relativamente ao visto para a Rússia, aconselhamos a que se informe em fontes oficiais e com alguns meses de antecedência, já que para conseguir o visto para a Rússia para portugueses é necessário formalizar alguns documentos e realizar certos procedimentos, alguns com indicações mais restritas.


1. Informe-se que tipo de visto russo para portugueses necessita.

A emissão do visto para a Rússia para portugueses pode ser feita no Consulado da Embaixada Russa em Portugal (Lisboa), no Centro de Solicitação de Vistos para a Rússia em Portugal ou através de uma agência privada.

Entre os tipos de vistos para viajar à Rússia que são expedidos para portugueses, o visto de turismo para a Rússia autoriza uma estadia cuja única finalidade é a realização de atividades recreativas. O turista não poderá permanecer no país mais do que um mês e poderá solicitar o visto de 1 ou 2 entradas.

Se vai visitar a Rússia em cruzeiro, fazendo escala em algum dos portos do país, não é necessário emitir o visto, sempre que a estadia não supere as 72 horas e siga o passeio programado para o grupo, nunca de maneira individual.

Se viajar a um terceiro país e fizer escala num aeroporto da Rússia, é provável que tenha que emitir o visto de trânsito, que se emite por um máximo de 72 horas e de uma ou duas entradas (se ao regressar, realizar outra escala na Rússia). Se passar pela Rússia em comboio ou em carro, o visto pode ser de até 10 dias. É necessário emitir o visto russo de trânsito nos seguintes casos:
- Nas conexões que implicam sair da área internacional do aeroporto, já seja para visitar a cidade ou para apanhar um avião que saia de outro aeroporto.
- Nas escalas com mais de 24 horas.

O visto de trânsito para a Rússia é emitido da mesma maneira que o visto turístico (passaporte, fotografia, seguro de viagem, etc.), não sendo necessário entregar carta de convite. Solicitam-se os bilhetes de avião e, se for necessário, o visto do país do destino final.


2. Reserva da viagem.

Para emitir o visto russo deverá indicar a data de entrada e saída do país, o seu itinerário e os hotéis onde vai permanecer.


3. Comprove o seu passaporte.

Deverá ter uma validade mínima de 6 meses desde a data de regresso da viagem e pelo menos duas folhas em branco no passaporte, sem selos, nem vistos. Verifique se o passaporte está em perfeitas condições: capas unidas à livreta, com todas as páginas e sem apresentar nenhum dano, marca ou notação não oficial.


4. Adquira o seguro de viagem necessário para obter o visto para a Rússia para portugueses.

Certos países obrigam o viajante a adquirir um seguro de viagem para entrar no seu território, como é o caso da Rússia. Por isso, para emitir o visto russo para portugueses, será necessário contratar um seguro de viagem que cubra toda a sua estadia, isto é, o período durante o qual será válido o seu visto.

A apólice deverá cobrir gastos de repatriamento e assistência médica em caso de urgência, incluindo atendimento hospitalar. A cópia da apólice, proporcionada pela empresa de seguros, deverá ser o suficientemente legível e deverá conter, obrigatoriamente, o prazo de vigência do seguro e o nome do assegurado. Além disso, deverá solicitar à asseguradora um documento ou carta oficial que demonstre que pode prestar assistência médica no território russo e que possui um contrato de resseguro com uma empresa de seguros russa.

O seguro de viagem Totaltravel da InterMundial cumpre todos os requisitos para que obtenha o seu visto à Rússia para portugueses, e ao mesmo tempo servirá para desfrutar de uma proteção completa durante a sua viagem à Rússia.


Além do alto limite de despesas cobertas por assistência médica hospitalar (50.000 € em toda a Europa) e repatriamento devido a doença, acidente ou morte do assegurado e do acompanhante (ilimitado), o seguro de viagem Totaltravel inclui cobertura em caso de problemas com a sua bagagem (atraso, perda, roubo ou dano), com os meios de transporte (despesas essenciais devido a atrasos, perda de conexão...) ou com as reservas contratadas (overbooking, perda de noites de hotel devido a atrasos de transporte, etc.). Outras garantias importantes do Totaltravel são as de responsabilidade civil, ou seja, se acidentalmente causar danos a terceiros.

Quando deve adquirir o seguro para viajar para a Rússia? O ideal é adquirir um seguro de viagem logo após realizar as primeiras reservas para a sua viagem, neste caso passagens aéreas e acomodações. Dessa forma, pode começar a se beneficiar imediatamente da cobertura de cancelamento da viagem incluída na apólice do Totaltravel. Essa garantia permitirá recuperar o custo das reservas em caso de cancelamento da viagem por motivos importantes, como: negação de visto, doença grave, morte de um parente, incorporação num novo trabalho, perda de emprego, etc.


5. Solicite a carta de convite ou o visa support.

Este documento é diferente da confirmação da reserva e serve para registar os locais onde ficará durante a sua viagem. Dependendo dos hotéis em que vai pernoitar, será necessário solicitar essa carta convite apenas no primeiro dia da sua estadia, em cada hotel que passará a noite ou na sua agência de viagens. É comum que eles sejam enviados até si por email ou fax.

O documento inclui os seus dados pessoais, as cidades que visitará, os serviços oferecidos pelo hotel e o comprovativo de pagamento da sua reserva. Além disso, contém quatro informações necessárias para preencher o formulário de solicitação de visto: nome do hotel, morada, número de referência e número de confirmação.

A maioria dos hotéis solicita uma quantia para o visa support. Solicite ao primeiro hotel onde vai pernoitar que, se estiver hospedado em mais do que um hotel, coloque na carta de convite os restantes lugares e hotéis em que vai visitar. Caso contrário, deverá solicitar uma carta de convite para cada hotel separadamente. Se passar uma ou várias noites a viajar de comboio ou qualquer outro meio de transporte, peça a algum dos hotéis que declare isso na carta correspondente.


Também pode processar a carta convite por sua conta, através de empresas que realizam este procedimento de forma online e instantânea.

Ao processar o seu visto para a Rússia para portugueses, talvez não tenha realizado todas as reservas de hotel. No entanto, ao solicitar o visa support, deverá ter o seu itinerário de viagem fechado, ou seja, as cidade que visitará. Assim, poderá incluir na carta convite um hotel aleatório entre os que existe nessas cidades no itinerário para o qual ainda não confirmou um hotel. Não é obrigado a permanecer no hotel registado inicialmente no visa support, mas não poderá pernoitar numa cidade que não esteja listada no itinerário indicado no visa support.


6. Faça uma fotografia.

A fotografia deve cumprir os requisitos indicados pela Central de Vistos Russos: tamanho 3x4, recente, a cores, de frente, sem óculos, sem gorro.


7. Preencha o formulário de solicitação de visto e o “recebi”.

Ao fazê-lo online, ser-lhe-á designado um número de visto e terá que introduzir uma password para gerir todo o processo. Ao preencher o formulário, serão requeridas informações sobre a sua visita à Rússia, dados pessoais, do passaporte e de contacto, entre outros. Imprima o formulário, coloque a data e fotografia e assine.

O "recebi" é outro formulário simples de preencher onde deverá indicar os seus dados pessoais e os serviços contratados para a gestão do visto à Rússia para portugueses: número de vistos, emissão presencial (o "recebi" inclui o dia em que deverá apresentar-se na Central de Vistos Russos).


8. Pague as taxas e obtenha o comprovativo do pagamento.

Poderá pagar por transferência bancária, anexando o comprovativo do pagamento à documentação, ou nos escritórios do Centro de Vistos Russos em numerário ou com cartão de crédito.

O preço do visto para a Rússia para portugueses varia em função do tipo de emissão escolhida:
- Visto com emissão normal custa 58 euros e demora 10 dias em chegar a casa desde a recepção da documentação.
- Visto para a Rússia urgente custa 113 euros e, às 24 horas que demora em emitir o visto, é necessário somar os dias de recepção da documentação.


9. Reúna todos os documentos e faça-os chegar à Central de Vistos Russos.

Toda a documentação impressa, incluindo o comprovativo bancário das taxas de gestão, deverá ser enviada à Central de Vistos pelo serviço de correio ou entregue pessoalmente.

Ao receber o seu visto para a Rússia para portugueses, verifique que todos os dados estão corretos. No visto aparecem os seguintes dados:
- Datas de entrada e saída, ou seja, a sua validez;
- O número de entradas permitidas durante a validade do visto;
- Nome e apelidos do solicitante;
- Número de passaporte;
- Data de nascimento;
- Sexo;
- Número de visto;
- Número de dias de estadia na Rússia;
- Motivo da viagem;
- Organizaçao que convida.

O MNE adverte que as autoridades russas são muito exigentes relativamente aos requisitos de entrada ou saída da Rússia. Por isso, reveja atentamente os dados do seu visto, o estado do seu passaporte e a validez do seguro de viagem, pois "será objeto de sanção administrativa e multa" o facto de não contar com passaporte nem visto regularizado e não respeitar as datas, o número de entradas e o motivo real da viagem.

Utilizamos cookies para te proporcionar a melhor experiência possível. Mais info.

fechar