O seguro de viagem do cartão de crédito é suficiente?


Será que o seguro de viagem do cartão de crédito vale a pena?

Se vai viajar em breve ou está a planear a sua próxima viagem, provavelmente pensou em adquirir um seguro de viagem. Na Internet ou através de conhecidos, deverá saber que os cartões de crédito incluem seguro de viagem. Mas que cobertura costumam ter? Quais são as diferenças entre o seguro de viagem tradicional e o seguro de viagem do cartão de crédito?


Vantagens do seguro de viagem do cartão de crédito.

Apenas alguns dos cartões de crédito usados em Portugal, assim como alguns de débito, têm associadas coberturas próprias de seguros de viagens tradicionais. Obviamente, o principal requisito para o seu uso é que o cartão seja usado para pagar a viagem. Depois de saber se o seu cartão de crédito ou débito inclui seguro de saúde e de viagem, leia bem as condições gerais, exclusões e despesas cobertas. Também recomendamos que se informe sobre o seguro de viagem tradicional e verifique se é mais completo e útil para a sua viagem, principalmente em relação às coberturas com as quais está mais preocupado, como um possível cancelamento de viagem ou assistência médica no estrangeiro.

Vamos ver que incidentes de viagem estão garantidos com o seguro de viagem do cartão de crédito e, também muito importante, quais são os limites das despesas cobertas. Dessa forma, saberemos que diferenças existem em relação ao seguro de viagem tradicional e se este último é mais útil que os oferecidos pelos cartões de crédito.


Destino e assistência médica.

A principal diferença entre os seguros de viagem vinculados aos cartões de crédito e os tradicionais é: os primeiros têm cobertura fora de Portugal, enquanto que os segundos podem ser contratados em função da necessidade para viagens dentro do território nacional ou viagens no estrangeiro.

Em termos gerais, o seguro associado aos cartões de crédito é aplicado a viagens e estadias no exterior pagas com esse método de pagamento. A sua cobertura abrange incidentes que possam ocorrer durante uma viagem, como doenças graves, acidentes ou morte do assegurado e cobrem despesas médicas de até 18.000 € (despesas essas que podem chegar a 45.000 € quando os custos da ambulância estiverem incluídos), bem como os custos de repatriamento ou transporte médico, se necessário. Em muitos casos, esses seguros suportam pelo menos uma parte dos custos de transporte para o acompanhante ou o deslocamento de um familiar.

No caso dos seguros oferecidos por empresas de seguros, os limites de despesas médicas e odontológicas são mais amplos, chegando a cobrir até 500.000 €, úteis em destinos turísticos onde os cuidados de saúde são caros, como é o caso dos EUA, México ou China. Os custos de repatriamento e transporte médico para o hospital ou casa são de 1.000.000 euros. Além disso, incluem também o embarque de medicamentos inexistentes para o exterior e a contratação de um intérprete em caso de hospitalização.


Perda de bagagens e documentos.

O seguro de viagem do cartão de crédito auxilia o viajante na procura de bagagens perdidas, podendo obter uma compensação financeira por atrasos na entrega, roubo e danos. Os valores variam de acordo com o cartão e o banco, variando entre 150 a 600 euros para a compra de bens essenciais em caso de atraso na entrega, por mais de 6 horas, e entre 600 e 900 euros em caso de perda.

Já o seguro de viagem tradicional cobre mais despesas (cerca de 2.000 €) em compensação por danos e perda de bagagem. Em caso de perda ou roubo de documentos como cartões de crédito, passaportes ou vistos, cheques bancários e passagens de transporte, poderá receber até 250 €.


Problemas com os meios de transporte.

Relativamente a problemas relacionados com os meios de transporte contratados, o seguro de viagem associado aos cartões de crédito cobre as despesas de necessidades básicas, em caso de atraso de mais de 4 horas, com até 150 €. Esse valor é estendido até 200 € quando o motivo do atraso é "overbooking". Se esses atrasos levarem à perda de um outro transporte, o seguro também será responsável por até 150 €. Em caso de cancelamento do meio de transporte devido a greve, a compensação financeira pode chegar a 300 €.

O seguro tradicional também inclui outros tipos de cobertura, como a garantia contra a perda de transporte devido a acidentes "in itinere" (acidentes que ocorrem em meios de transporte vinculados a outros serviços, como o veículo do viajante a caminho do aeroporto ou o veículo que faz o transfer do aeroporto para o hotel), as alterações nos serviços contratados por declaração de área de risco no destino ou o reembolso de passagens não usufruídas, aquelas já reservadas mas que não pode usar devido a uma interrupção da viagem.


Cancelamento e interrupção da viagem.

São poucos os seguros de assistência em viagem que estão vinculados a cartões de crédito e que cubram o cancelamento de uma viagem antes do seu início. Embora incluam circunstâncias muito importantes, a lista de causas que o assegurado pode aproveitar é breve, incluindo: morte, acidente ou doença grave do assegurado, do seu cônjuge ou parente em primeiro grau, assuntos sérios relacionados com uma propriedade imobiliária, demissão não disciplinar do trabalho, incorporação a uma nova empresa ou convocação para fazer parte de um júri.

Além desses motivos, a maioria dos seguros de viagem oferecidos pelas empresas de seguros cobre outras situações mais comuns, tornando a garantia mais completa. À cobertura por morte, acidente ou doença do assegurado, do seu cônjuge ou parente de primeiro grau, acrescentam-se os parentes de segundo grau, o acompanhante, o substituto profissional e a pessoa responsável pelos menores enquanto o assegurado estiver a viajar. Nesta lista também inclui causas como a convocatória para mesa eleitoral, complicações com a gravidez ou aborto espontâneo, a entrega de um filho para adoção, convocação para processos de divórcio ou declaração de destino como zona catastrófica.

A cobertura de reembolso pela interrupção de uma viagem, pelos mesmos motivos, também é muito importante. Ou seja, se durante a viagem alguns desses motivos o obrigarem a regressar a casa, serão reembolsadas as despesas das reservas confirmadas e que não poderá desfrutar.


Prática de desportos ou atividades de aventura/risco.

Algumas asseguradoras, como a InterMundial, oferecem seguros desportivos como o Totalsports que, entre outras coberturas, inclui a assistência própria em viagens, além de outras específicas, como a reabilitação, procura e resgate do assegurado ou despesas decorrentes do uso de próteses ou muletas. Além disso, existe a possibilidade de ampliar o seguro de viagem com algumas coberturas de desportos e aventura.


Atendimento ao cliente.

Em relação ao atendimento ao cliente, uma peça importante em todas as asseguradoras, existem poucos seguros de assistência em viagem incluídos em cartões de crédito que garantam um serviço de informação gratuito e sem interrupções sobre os procedimentos da sua viagem, por exemplo, informações sobre como obter o visto e que vacinas são necessárias.


Aconselhamento jurídico.

Os seguros de assistência em viagem geralmente aconselham e ajudam o usuário em outros tipos de situações, como as relacionadas com a responsabilidade civil, ou seja, os danos que cause acidentalmente a terceiros. O seguro inclui o pagamento de custos e gastos legais, incluindo fiança judicial.

Um seguro de viagem tradicional também fornece aconselhamento jurídico por telefone e a gestão da sua reclamação por danos e prejuízos relacionados com o transporte ou pelo incumprimento de serviços que tenha contratado.

Utilizamos cookies para te proporcionar a melhor experiência possível. Mais info.

fechar