Cartão Europeu de Seguro e de Doença - CESD VS. Seguro de viagem


Viajar pela Europa: Cartão Europeu de Seguro e de Doença - CESD ou seguro de viagem?

Se está a preparar uma viagem pela Europa, quer seja longa, quer seja uma escapadinha, não se deve esquecer de alguns preparativos, como atualizar os documentos ou garantir uma assistência médica de qualidade no destino. Ao ter o direito de solicitar o Cartão Europeu de Seguro e de Doença - CESD, deverá saber que este cartão é útil para receber assistência médica nos destinos em que é válido. No entanto, lembre-se de que o CESD tem as suas limitações e não garante que a assistência médica seja 100% gratuita, uma vez que entram em jogo as condições de saúde de cada país, diferentes das de Portugal. Por esse motivo, oferecemos alguns conselhos para que, graças ao seguro de viagem, possa viajar pela Europa com uma maior cobertura e proteção, evitando as despesas médicas.

Como comentamos anteriormente, o CESD oferece ao viajante o direito de receber um atendimento médico nos destinos em que este é válido, tendo em conta a natureza das prestações e a duração da estadia prevista, de acordo com a legislação do país de destino. O CESD é útil para quem viajar em turismo, negócios ou estudos, e não para quem viaja com o objetivo de praticar desportos de aventura. Daremos uma recomendação sobre isto mais à frente.


Em que países é válido o CESD?

Os países que se encontram cobertos pelo Cartão Europeu de Seguro e de Doença são a Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslovaquia, Eslovenia, Estonia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Islândia, Itália, Letónia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Roménia, Suécia e Suíça.


Cartão Europeu de Seguro e de Doença: o que cobre e o que não?

- O CESD não garante uma assistência médica gratuita. Em certos países e dependendo do tipo de tratamentos ou medicamentos, deverá assumir um pré pagamento, uma quantidade fixa ou uma percentagem dos gastos derivados da assistência médica, em igualdade de condições com os cidadãos do seu destino. Esses valores não são reembolsáveis.

- Este cartão não contempla a cobertura de viagens destinadas a receber tratamento médico, embora qualquer atendimento médico de emergência esteja coberto, bem como doenças crónicas e grávidas, incluindo o parto. Portanto, verifique sempre a validez do seu cartão, para que possa ter estas necessidades médicas básicas cobertas.

- O CESD não cobre o repatriamento até ao país de origem com urgência. Para este tipo de casos é necessário uma cobertura adicional a partir de um seguro de viagem.

- Como dissemos, as viagens com fins desportivos não estão cobertas o suficiente pelo CESD, visto que esta não organiza nem paga certos tratamentos provocados por acidentes desportivos, nem a procura e resgate.


Porque razão devo contratar um seguro para viajar pela Europa?

- Para receber assistência médica gratuita por qualquer causa.
Desde uma constipação até um acidente ou doença mais grave que inclua hospitalização ou operação. O seguro para viajar pela Europa cobre também os gastos de exames médicos, tratamentos e medicamentos necessários ou problemas odontológicos de urgência. Com apenas uma chamada, terá à sua disposição uma equipa de especialistas para resolver qualquer incidência que tenha, independentemente do grau de gravidade, no centro médico que mais se ajuste às suas necessidades, incluindo centros privados.

Além disso, o seguro de viagem cobre o repatriamento e o transporte médico até ao centro mais adequado, em ambulância ou avião sanitário.

- Para cancelar uma viagem sem perder dinheiro.
E se não conseguir realizar a sua viagem por algum problema grave ou tiver que interrompê-la? O seguro de viagem servirá para recuperar o dinheiro do cancelamento ou interrupção da viagem, ou seja, os gastos de cancelamento das reservas que não desfrutar.


- Para lidar e poupar em outros problemas comuns de viagem.
Apesar dos cidadãos da UE não serem obrigados a fazerem um seguro de viagem para a Europa, é necessário proteger-se contra outros incidentes comuns durante a viagem. Além da necessidade de atendimento médico, pode sofrer um atraso ou um cancelamento do voo, perda, roubo ou dano de bagagem. Resumindo, circunstâncias inesperadas podem causar, além de inconvenientes, despesas extra que podem afetar o seu orçamento de viagem.

Quando comparado com o CESD, um seguro de viagem como os da InterMundial, por mais breve que seja a sua escapadinha, lhe dará a tranquilidade de poupar e receber assistência em caso de problemas de saúde e outros incidentes comuns que acontecem em viagem, sejam viagens em férias, estudos ou trabalho. Nos países onde o CESD não é válido, ainda tem mais motivos para adquirir um seguro de viagem.

- Para praticar desportos em segurança.
Existem seguros de viagem específicos para quem pratica desporto. O seguro desportivo cobre o atendimento médico derivado de acidentes desportivos, incluindo próteses ou muletas e serviços tão custosos como a procura e resgate em pista ou em montanha, ou câmara hiperbárica, no caso do mergulho. No caso dos seguros desportivos da InterMundial, Totalsports e Wintersports, também estão cobertas as garantias anteriores, ou seja, a assistência médica, o cancelamento da viagem e os problemas com a bagagem ou transporte, entre outros.


Outras dúvidas comuns.

Se, mesmo ao viajar para a Europa com um seguro de viagem ou desportivo quiser emitir o cartão de saúde, resolvemos outras duas dúvidas comuns de quem se interessa por este documento. Saiba como obter o Cartão Europeu de Seguro e de Doença.

Quanto tempo demora a chegar o Cartão Europeu de Seguro e de Doença?
Pode solicitar e fazer a renovação do Cartão Europeu de Seguro e de Doença online. Demora uns 10 dias em chegar a casa, pelo que o pedido deverá ser efetuado com a devida antecedência.

Qual é a validade do CESD?
O Cartão Europeu de Seguro e de Doença - CESD tem um período de validez de dois anos.

E se não for cidadão europeu e quiser viajar pela Europa?
Neste caso, deverá informar-se sobre a necessidade de emitir o visto Schengen para poder viajar pelos países europeus pertencentes ao espaço Schengen. Além disso, é requerida a aquisição de um seguro de viagem específico para poder viajar pela Europa, como o go | Schengen da InterMundial.

Utilizamos cookies para te proporcionar a melhor experiência possível. Mais info.

fechar